Aceitar as condições

Já devemos dar por aceitas as coisas imutáveis que estão em nós e nos outros como a espécie, a cor, o sexo, a sexualidade. Já coisas que afetam negativamente outras vidas devem ser contestadas, simplesmente porque não existe o direito de prejudicar e sim o direito de existir e também o de preservar – e de buscar – a boa existência. O que quero dizer é que não existe certo e errado nas predisposições da vida, desde que não ocultemos a verdade para com o outro, mas existe sim certo e errado nos atos.

Anúncios

Concorda, discorda, quer debater? Diga sua opinião.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s