Posse dogmática

-Não conseguirá tirar meus escravos. Uns herdei, outros comprei, outros achei e me apropriei, mas são todos meus. (Disse o senhor do engenho)

-São pessoas, e animais, que como você sentem dores e alegrias. Merecem a liberdade. Quem te deu esse direito? Quem te disse que pode explorá-los? (Rebateu o abolicionista)

-Minhas mulheres, meus negros e meus animais foram destinados a mim, assim disse o livro sagrado. Lá está meu atestado de posse, e diante dele tudo posso. Além disso, há nas leis a segurança aos meus direitos de tê-los. Poderiam os deuses e os homens estarem errados? (Retrucou convicto o escravista religioso)


Já temos propostas de direitos humanos e direitos animais, ambos fortes em coerência ética, mas as pessoas ainda insistem nas ideias de posse ignorando a liberdade dos outros seres, das outras vontades, sobrepondo e impondo suas visões ditatoriais e protegendo-as com violência. O mundo é cercado a violência e, consequentemente, carente de paz.

Anúncios

Concorda, discorda, quer debater? Diga sua opinião.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s