As 3 buscas objetivas

Para compreender-se enquanto ser que existe o ser humano faz uso de três buscas fundamentais, o qual podemos ver como três métricas: A realidade, a moral e o sentido.

1 – REALIDADE objetiva – A busca pela compreensão da realidade / do que de fato existe, do que é verdade.

2 – MORAL objetiva – A busca pela existência compartilhada e ordenada, da melhor existência possível para ambos indivíduos que existem.

3 – SENTIDO objetivo – A busca por um sentido / propósito objetivo na existência.

A BUSCA PELA REALIDADE OBJETIVA

A busca pela realidade objetiva é nada mais nada menos que entender onde estamos, o que existe, o que é real, verdadeiro, fato, o que existe independente do que achamos.

As ferramentas mais úteis para tal até agora são a epistemologia e o método científico, ou seja, podemos dizer que aprendemos a ver a realidade de uma forma objetiva.

A BUSCA PELA MORAL OBJETIVA

A busca por uma moral objetiva se faz unicamente pela busca de uma sociedade justa na medida do possível, onde todos possam desfrutar de suas existências com segurança e conforto, independente de suas capacidades e ‘conclusões’ sobre a busca pelo sentido ou pela realidade. Essa busca tem claramente de liberdade individual à todos embutida.

As ferramentas mais úteis para tal até agora é a ética e o direito, ou seja, podemos dizer que aprendemos a ver a moral de uma forma objetiva.

A BUSCA PELO SENTIDO OBJETIVO

É a busca por um propósito na existência enquanto indivíduos que somos. As respostas que conseguimos na busca pelo sentido ou são as respostas religiosas de crença no desconhecido, que se propõe como objetivas mas são relativistas pois não há como averiguar a veracidade das mesmas (são infalseáveis), ou resposta que não há de fato sentido objetivo (niilismo existencial).

A busca pela realidade nos induz a acreditar que não há sentido além daqueles que inventamos, todavia para além do conhecimento não há conclusão alguma (ceticismo), então não há ferramenta útil para essa busca, é uma eterna dúvida, ainda que possamos concluir algo que nos parece mais óbvio, sendo assim esta busca por ser incognoscível à humanidade se torna irrelevante, e pode ser destacada das outras duas buscas.

A busca pelo sentido é incognoscível e não tem resposta conclusiva, mas por base pode-se ter a busca pela realidade que nos leva a crer que a resposta por algum sentido objetivo é bem improvável.


obs.: Para além dessas buscas não existe uma necessidade de objetividade, por exemplo, a estética é relativa e não interfere – ou não deveria interferir negativamente – nas buscas objetivas.

obs².: O niilista existencial não necessariamente é niilista moral e vice-versa.

Existir ou é fazer parte das respostas ou procurá-las, existe tudo aquilo que é independente de querermos ou não que aquilo exista.

Anúncios

Concorda, discorda, quer debater? Diga sua opinião.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s