Nacionalismo destrutivo

Não há um evidente problema em ser patriota, querer o desenvolvimento da sua nação ou país, no entanto há uma face obscura nesta ideologia. Quando extremado o patriotismo ele é somado a xenofobia, tornando-se assim separatista, apoiado numa ideia de que há uma cultura pura, raça ou religião superior que deve predominar, assim desumaniza-se estrangeiros ou minorias étnicas.

O nacionalismo xenófobo e chauvinista é segregacionista, mas há uma grande ironia nisto quando aplicado as diversas nações, os Estados Unidos e o Brasil, por exemplo, são países multiculturais, ambos tem em sua população uma miscigenação enorme de povos e raças, é tolice acreditar, portanto, que há um só grupo aqui que possa ser exclusivamente privilegiado, pois não é possível mediante a história dizer que nestes países habita um grupo de destaque. Ironicamente se é para se dizer que existe uma cultura ‘puramente’ nacional seriam os indígenas e não as civilizações invasoras estrangeiras, deve-se entregar o país aos índios restaurando os valores verdadeiramente nativos? Muitos dos ultra-nacionalistas tem, em algum momento, raízes de outros países e culturas, raros são aquelas pessoas que veem apenas de origem nativa ‘brasileira’.

Apesar de não ser maioria entre aqueles que se dizem nacionalistas, é preocupante perceber que em tempos de crise os discursos ultranacionalistas ressurjam, colocados como parte da solução aos problemas do país, como faz agora Donald Trump, candidato a presidência dos Estados Unidos. A ideologia posta assim leva a conflitos graves como podemos observar no passado com a ideologia nazista, na Itália fascista e que hoje se fazem como discursos presentes na Hungria, na França, entre outros países.

Devemos saber separar aquele nacionalismo inocente que o indivíduo visa demonstrar apreço pelo território e cultura querendo que seu país seja melhor para todos que ali habitam, daquele nacionalismo xenófobo destrutivo que declara guerra ao estrangeiro, em analogia, devemos ajudar a sustentar nossa casa, mas não devemos ser hostis aos vizinhos por não viverem conosco ou terem nascido em nossa família, tratando-os assim com desprezo e nunca permitindo que pisem em nossa calçada, que trabalhem conosco ou que falem com nossos amigos. O nacionalismo com viés autoritário é mais uma ideologia irracional dos humanos a ser lamentada e repudiada.

Anúncios

Concorda, discorda, quer debater? Diga sua opinião.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s